segunda-feira, 27 de junho de 2016

Data-Base 2016: SEMAPI começa negociação com SESCON Serra

No dia 24 de junho, foi realizada a primeira reunião de negociação com o SESCON Serra, dentro da data-base 2016. O encontro foi realizado na sede do sindicato patronal, em Caxias no Sul.

Na ocasião, o SEMAPI defendeu a pauta com as reivindicações da categoria. Agora, vamos aguardar a marcação de nova data para que seja apresentada a contraproposta dos patrões.

sábado, 25 de junho de 2016

Data-Base 2016: definida negociação do setor privado estadual

Atenção, trabalhadores! Já foi definida a primeira reunião de negociação do setor privado, dentro da data-base 2016. Será no dia 12 de julho, às 14h45, na sede do sindicato patronal, o Sescon-RS (Rua Augusto Severo, 168, Porto Alegre). Esperamos a participação de todos!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Data-Base 2016: serra gaúcha tem sua primeira reunião de negociação


A primeira reunião de negociação do Setor Privado da região da serra gaúcha acontece na sexta-feira (24), 11h, na sede do SESCON Serra (Rua Ítalo Victor Bersani, 1131, Caxias do Sul). No encontro, será apresentada a pauta com as reivindicações da categoria.

Serão discutidas cláusulas novas e também melhoradas, destacando temas como pisos salariais, vales alimentação/refeição, aumento real, saúde do trabalhador, jornada de trabalho, abono assiduidade e auxílio creche. Esperamos a participação de todos os trabalhadores da serra, para ajudar a pressionar por melhorias.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Setor Público define pauta de reivindicações para Data-Base 2016


Na noite desta terça-feira (24), os trabalhadores do Setor Público aprovaram a pauta com as cláusulas que serão reivindicadas na data-base deste ano. A decisão foi tomada em assembleia realizada na sede do SEMAPI, na capital.

Na ocasião, foram lidas todas as cláusulas mantidas, explicadas as cláusulas melhoradas e debatidas as novas. Os participantes puderam esclarecer dúvidas e sugerir modificações no texto, com o respaldo da assessoria jurídica do Sindicato.

Entre as cláusulas melhoradas está a extensão da licença paternidade para 30 dias, o acréscimo de acompanhamento domiciliar na licença para acompanhamento de pessoas da família, e a defesa de um pautão único para todas Fundações, EGR, UERGS e ASCAR-EMATER/RS.

Nas cláusulas novas, destaca-se abono assiduidade para Fundações, EGR e UERGS, adicional de penosidade para a FASE, FPE, FZB e FADERS, tempo de serviço público para computação de gratificações e afins, adicional de incentivo socioeducativo para FASE e FPE, redução da jornada de trabalho para 36h e auxílio-educação. Agora, precisamos esperar a divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período para definir os índices de reajuste e encaminhar a pauta para o sindicato patronal, o SESCON-RS, para marcar a primeira reunião de negociação. Após a apresentação da pauta para os negociadores, ela será disponibilizada para toda a categoria.



segunda-feira, 23 de maio de 2016

Data-base 2016: assembleia do setor público acontece no dia 24 de maio


ATENÇÃO! Nesta terça-feira (24), às 19h, será realizada a assembleia para deliberação da pauta de reivindicações do Setor Público. O encontro será na sede do SEMAPI RS e vai definir o que será reivindicado na data-base deste ano. Participe!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Data-Base 2016: Setor Privado aprova pauta


A pauta com as reivindicações para a Data-base deste ano do Setor Privado foi aprovada pelos trabalhadores. A decisão foi tomada durante Assembleia da categoria, realizada no dia 15 no SEMAPI RS.

Agora, a pauta será encaminhada ao sindicato patronal (Sescon-RS) para análise, e será reivindicada a primeira reunião de negociação. Contamos com o apoio de todos para essa data-base, pois somente unidos mostraremos nossa força e poderemos alcançar nossos objetivos.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

Data-Base 2016: definida data para assembleia do setor privado


Nesta sexta-feira (15), às 18h30, acontece a primeira assembleia da Data-Base 2016, com os trabalhadores do Setor Privado. O encontro, que ocorre na sede do SEMAPI RS, tem como objetivo deliberar sobre a pauta de reivindicações para a negociação coletiva deste ano.

Venha ajudar a definir o que será defendido nesta Data-Base! Sua participação é importante para começarmos uma crescente mobilização para conquistarmos avanços nas negociações.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Trabalhadores do Setor Público aprovam proposta para a Data-Base 2015


Por ampla maioria de votos, foi aprovada, nesta terça-feira (05), a proposta construída junto ao governo do Estado para a Data-Base 2015 do Setor Público. A decisão foi tomada pelos trabalhadores das Fundações, UERGS e ASCAR-EMATER durante assembleia da categoria realizada na Igreja Pompéia, em Porto Alegre.

No início da negociação, o governo havia apresentado uma proposta com reajuste salarial zero, além da retirada de vários direitos já adquiridos. Depois de muitas reuniões, a proposta final foi apresentada pelo Piratini no dia 23 de dezembro - como oferta limite do governo. Apesar de oferecida apenas a metade do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) - ou seja, 4,38% -  os representantes do Estado garantiram que o restante será negociado na próxima Data-Base. Também foi conquistado o pagamento de todas as cláusulas com repercussão financeira retroativo a junho de 2015, pois no princípio a proposta do governo não previa essa retroatividade, e se comprometeu a pagar todos os valores atrasados até o dia 16 de janeiro de 2016.

O SEMAPI agradece a participação de todos os trabalhadores que acompanharam as reuniões de negociação, mas salienta que na próxima Data-Base a mobilização precisará ser ainda mais intensa. Somente unidos podemos mostrar nossa força!



Veja os principais pontos da proposta aprovada:
(cláusulas com repercussão financeira terão retroatividade a junho de 2015)

- Reajuste nos salários de 4,38%
- Vale-alimentação/refeição: reajuste de 11%
- Auxílio-educação infantil: R$397, até o final do ano em que o filho completar 7 anos de idade
- Abono natalino: R$543,84
- Quebra de caixa: R$155
 Demais cláusulas com repercussão financeira, reajuste integral do INPC: 8,76%



quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Trabalhadores da EGR aprovam proposta


Encerrando a primeira negociação coletiva da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), os trabalhadores aprovaram por ampla maioria a proposta negociada pelo SEMAPI junto ao governo do Estado. A Assembleia Geral aconteceu final da tarde desta quarta-feira (23), na sala de reuniões da empresa.

Os pontos foram apresentados pela diretoria do Sindicato, e, após os esclarecimentos solicitados, os participantes optaram por aceitar. Entre os itens, está o reajuste salarial de 6,13% – correspondente a 70% do INPC – retroativo a junho deste ano, com quitação até dia 15 de janeiro. O governo também assumiu a existência de um resíduo de 30%, que poderá ser negociado na próxima data-base. Houve, ainda, o compromisso de formação de uma comissão paritária, com participantes da empresa, do SEMAPI e do Governo do Estado, para revisão do plano de cargos.


Esta foi a primeira negociação coletiva da EGR, empresa mista que conta com recursos próprios. Para o SEMAPI, as condições aprovadas são uma pequena vitória, dadas as dificuldades que o governo do Estado impôs. Vale lembrar que a proposta inicial oferecia 50% do INPC, a partir de setembro, e sem reconhecimento de resíduo de índice.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Data-Base 2015: Assembleia do Setor Público acontece no dia 5


O SEMAPI convoca todos os trabalhadores do Setor Público (Fundações, UERGS e ASCAR-EMATER/RS) para deliberar sobre a proposta do governo para a Data-Base 2015. O encontro será no dia 5 de janeiro, às 14h, no salão da Igreja Pompéia ( Rua Barros Cassal, 220 - Porto Alegre). 
A assembleia foi marcada após reunião com o Grupo de Assessoramento do Estado (GAE), ocorrida na manhã desta segunda-feira (23). O SEMAPI já havia solicitado uma nova reunião de negociação com o governo, e como o SESCON-RS está em recesso, o encontro precisou ocorrer na Secretaria da Fazenda, onde os representantes do Fórum foram convidados a participar. 
Nessa reunião, o governo deixou claro que não há condições de melhorar a proposta já apresentada, mas se comprometeu a negociar o restante do índice de reajuste salarial na próxima Data-Base, já que está sendo dado somente a metade do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), ou seja, 4,38%. Se essa proposta for aprovada pelos trabalhadores em assembleia, o governo garante que paga todos os atrasados, retroativos a junho, até o dia 15 de janeiro. 
Confira os principais pontos da proposta: 
(cláusulas com repercussão financeira terão retroatividade a junho de 2015)
- Reajuste nos salários de 4,38%
- Vale-alimentação/refeição: reajuste de 11%
- auxílio-educação infantil reajuste de 8,76%,  até o final do ano em que o filho completar 7 anos de idade 
Demais cláusulas com repercussão financeira, reajuste integral do INPC: 8,76%