quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Data-Base 2016: Quinta (1/9) é dia de negociação para o setor público



Não esqueça, amanhã (1/9) tem mais uma rodada de negociação entre o SEMAPI RS o governo do Estado! A reunião começa às 15h na sede do Sescon-RS. Vem com a gente!

O SEMAPI irá disponibilizar transporte para que todos possam acompanhar a negociação. Clique na imagem abaixo e confira o roteiro:





terça-feira, 23 de agosto de 2016

Data-Base 2016: setor privado tem nova negociação dia 6 de setembro




Nesta terça-feira (23/08), SEMAPI e SESCON-RS voltaram a negociar a data-base 2016 do setor privado. Os patrões melhoraram sua proposta, que continua insuficiente para a categoria.

Entre as melhorias apresentadas está o reajuste nos vales, algo muito reivindicado pelo SEMAPI. Na proposta apresentada na reunião anterior, o SESCON queria congelar os valores. O problema é que o índice oferecido não cobre sequer a inflação do período, o que foi questionado pelo SEMAPI.



A contraproposta do SESCON não apresentou melhoria no índice de reajuste salarial e está longe do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período, que é de 9,83%. Foi debatida ainda a cláusula que trata do abono de falta por acompanhamento escolar, que os patrões querem que sejam compensadas, e não abonadas.

As demais cláusulas foram negadas e sequer debatidas, como o vale cultura e o auxílio-creche. Por isso, o SEMAPI solicitou uma nova reunião para apresentar sua contraproposta para que consigamos, finalmente, avançar nessa negociação.

A próxima reunião já ficou agendada para o dia 6 de setembro, às 15h, na sede do SESCON (Rua Augusto Severo, 168 - POA). Precisaremos do apoio total do maior número possível de trabalhadores, para que a pressão faça com que nossas demandas sejam efetivamente ouvidas. Convide seu colega, participe!









quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Data-Base 2016: governo apresenta proposta com retirada de direitos



SEMAPI e governo do Estado voltaram a negociar, nesta quarta-feira (17), pela data-base 2016. Foi a vez do governo apresentar sua proposta, que surpreendeu por conter retirada de direitos já adquiridos em negociações anteriores.

Entre os destaques propostos pelo governo, prejudiciais aos trabalhadores, está o compromisso de implantar as promoções somente se o percentual passar dos atuais 30%, para 20%. Outro ponto é a liberação para participação em curso, que o governo quer limitar a cursos de até 160 horas e diminuir dos atuais 20 dias de liberação para 10 por ano, o que restringe a qualificação. O Estado também quer que o trabalhador comprove, via laudo de médico da saúde do trabalho, que o filho realmente é deficiente para que possa ter sua jornada de trabalho alterada, conforme conquistado em negociação coletiva.




Outra questão abordada, e que foi muito debatida em 2015, foi a jornada compensatória para os trabalhadores da FASE e da FPE. O governo quer que a folga extra mensal seja concedida apenas a quem tiver 100% de assiduidade e atraso inferior a 60 minutos. Ou seja, falta justificada é considerada falta e o trabalhador não teria direito à folga extra.

Quanto aos índices, o Estado está propondo o pagamento retroativo a junho de 2016 da metade do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), 4,90%, mais 2,30% em dezembro, relativos ao residual que não foi pago no ano passado. As demais cláusulas com repercussão financeiras seriam reajustadas pelo INPC integral (9,82%). Todas as cláusulas novas propostas pelo Sindicato foram negadas pelo governo.

Durante a reunião, o SEMAPI conversou com a sua base de trabalhadores e pediu esclarecimentos sobre algumas cláusulas propostas, mas pediu um tempo para analisar melhor tudo o que foi apresentado e formular uma contraproposta para o próximo encontro. Foi marcada nova reunião de negociação para o dia 1º de setembro, às 15h, na sede do SESCON-RS (Rua Augusto Severo, 168, POA). Precisamos que mais trabalhadores participem e nos ajude a pressionar o governo. Precisamos garantir direitos e avançar na luta!












quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Data-Base 2016: setor privado volta a defender suas demandas


Esta quinta-feira (4) foi dia de voltar a defender as demandas do setor privado, dentro da data-base 2016. SEMAPI e SESCON-RS se reuniram para mais uma rodada de negociações, com um bom número de trabalhadores acompanhando.

O SEMAPI destacou a importância de algumas cláusulas, como por exemplo: o pagamento integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que no período foi de 9,83%, mais ganho real. Além disso, o sindicato voltou a defender o reajuste nos vales-alimentação, e se mostrou totalmente contrário ao seu congelamento, pois a refeição tem se tornado um grande custo aos trabalhadores, já que o preço da cesta básica tem subido consideravelmente.

Outras cláusulas destacadas foram o aumento do abono assiduidade, reajuste no auxílio-rancho, a entrega do contra-cheque impresso, o auxílio-creche e o vale cultura. Também foi discutida a cláusula que trata do acompanhamento escolar, que é quando os pais precisam acompanhar os filhos em atividades escolares.



Os patrões darão um retorno quanto às demandas enfatizadas na próxima reunião de negociação, mas adiantaram que não concordam com a proposta e voltaram a citar a crise financeira como obstáculo para avançar. O SEMAPI ressaltou que a crise não atinge essa categoria da mesma forma, e que por isso há condições para avanços sim.

Uma nova reunião foi então marcada para que o sindicato patronal possa dar um retorno sobre tudo o que foi debatido. A negociação será no dia 23 de agosto, às 15h, na sede do SESCON-RS (Rua Augusto Severo, 168, POA). Contamos mais uma vez com o apoio da categoria para que possamos pressionar ainda mais os patrões. Participe!





quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Data-base 2016: SEMAPI apresenta pauta do setor público



Nesta quarta-feira (3), aconteceu a primeira reunião de negociação entre o SEMAPI e o governo do Estado, pela data-base 2016. Como de praxe, o sindicato apresentou a pauta com as demandas do Setor Público.

As cláusulas mantidas não foram lidas, pois não há espaço para retrocesso numa mesa de negociação séria. As melhoradas foram explicadas, porque há sempre aquelas que precisam ser aperfeiçoadas. As demandas novas também foram lidas e devidamente justificadas.


Nas cláusulas melhoradas, destaca-se o reajuste salarial, que implica no pagamento integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período (9,82%), mais perdas residuais (4,38%), e mais ganho real. Outros destaques são o pagamento de 30 vales-refeição de R$28,66, mais 15 vales-racho de mesmo valor, e a extensão da licença paternidade para 30 dias. Entre as cláusulas novas, está o abono assiduidade para Fundações, EGR e UERGS, e adicional de penosidade de 100% para a FASE, FPE, FZB e FADERS.

Como foi uma reunião apenas para apresentação da pauta, o governo não se pronunciou, e irá dar um retorno na próxima negociação, agendada para o dia 17 de agosto, às 15h, na sede do SESCON-RS (Rua Augusto Severo, 168, POA). Mais uma vez, contamos com a participação de todas e todos para que possamos garantir direitos e avançar na luta!

Veja vídeo pós-reunião: https://youtu.be/7WzERITVhho





Data-base 2016: Reunião do Setor Privado acontece dia 4

Não esqueça, é amanhã! A reunião de negociação acontece na sede doSescon-RS, e terá ônibus para os participantes saindo do Largo da Epatur às 14h. Participa!

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Data-Base 2016: primeira reunião do público acontece quarta (3)

Nesta quarta (3), começa a negociação do setor público. Será a apresentação da pauta com as reivindicações da categoria, aprovada em assembleia pelos trabalhadores. Participe!


quinta-feira, 21 de julho de 2016

Data-base 2016: Setor privado tem nova negociação no dia 4 de agosto


Nesta quinta-feira (21), aconteceu a segunda reunião de negociação entre o SEMAPI e o SESCON-RS, dentro da data-base 2016. Como era de se esperar, a contraproposta apresentada pelos patrões não é nem um pouco atraente para os trabalhadores do setor privado.

Entre os destaques do que foi proposto pelo sindicato patronal, está o reajuste salarial abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do período, e reajuste zero para os vales alimentação. O SEMAPI não concordou com estes valores, já que sequer cobrem as perdas inflacionárias.

Uma nova reunião ficou agendada para o dia 4 de agosto, às 15h, na sede do SESCON (Rua Augusto Severo, 168 - Porto Alegre). Precisaremos da presença de mais trabalhadores para ajudar a pressionar os patrões, pois na hora de cobrar pelos serviços, esses valores são repassados aos consumidores, mas na hora de pagar o funcionário, os números são bem diferentes. Não podemos aceitar! Convida teu colega e vem nos ajudar!


Data-Base 2016: Negociação do setor privado acontece hoje (21)


Não esqueça, hoje acontece a segunda reunião de negociação do setor privado. Será às 15h30, na sede do Sescon-RS ( Rua Augusto Severo, 168 - Porto Alegre). Participe!

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Data-base 2016: Definida primeira reunião do setor público


Após pressão do SEMAPI RS, governo finalmente marca a primeira reunião de negociação pela data-base 2016. O encontro será no dia 3 de agosto, às 16h, na sede do Sescon-RS. Contamos com a participação de todos e todas!